Cochaise

by Cochaise

/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

      name your price

     

1.
03:55
2.
03:25
3.
03:28
4.
03:40
5.
02:48
6.
02:46
7.
04:34
8.
03:36
9.
02:55
10.
03:02

credits

released February 16, 2015

tags

license

all rights reserved

about

Cochaise Lisboa, Portugal

contact / help

Contact Cochaise

Streaming and
Download help

Track Name: migus
até nem me ocupou
o tempo que passou
já fomos mais gente
ficámos meio ausentes
sejam meus pra sempre
sejam meus pra sempre
migus para sempre

até nem me ocupou
o tempo que passou
um passo foi em frente
pa trás tá tanta gente
sejam meus pra sempre
sejam meus pra sempre
migus para sempre
Track Name: pra mim
eu já sei o que é melhor pra mim
até sei como ir até ao fim
mas não consigo
mas não consigo
quem está bem já sabe o que dizer
e ninguém se esforça por saber
do meu umbigo
do meu umbigo

fico a ver coisas
fico a ver coisas

não vou sair do sofá
não vou fazer nada pra já

e se a luva te couber na mão
é a ti que serve a solução
quero um amigo
no meu castigo
fica aqui só tens de me entreter
é de ti que me quero esquecer
dá-me um abrigo
fica comigo

fico a ver coisas
fico a ver coisas

não vou sair do sofá
não vou fazer nada pra já
Track Name: chachada
não és só o que mostras
mas mostras-me o que eu vejo
e quando me viras as costas
não é pra me dares um beijo

a fachada que tens diz tanto de ti
as acções não te calam
mas falam por si
dizem tanto de ti
falam mal de ti
dizem tanto de ti

não és bem o que pensas
e o que fazes de errado
resulta nas aparências
és tu que andas enganado

a fachada que tens diz tanto de ti
as acções não te calam
mas falam por si
dizem tanto de ti
falam mal de ti
dizem tanto de ti
Track Name: primavera
quando chega a primavera
depois de tanta espera
trazes coisas pra contar
eu que já perdi o norte
não me sinto assim tão forte
vou te ouvir e confiar
tu tiveste no estrangeiro
eu nem tive um dia inteiro
para poder descansar
a verdade vai na rua
aparece nua e crua
tu só tens de a encontrar

fica onde estás
dá-me tempo pra trás
aproveito o balanço
que o tempo sem avanço não me fez mais capaz

ganhaste algum juízo
com a dor do siso
que arrancaste pra esquecer
mas toda a gente sabe
que a maturidade
leva tempo a valer
lá foste na viagem
à procura de uma imagem
que te fizesse ver
e as coisas que contavas
tinham mais de mil palavras
para que eu pudesse crer

fica onde estás
dá-me tempo pra trás
aproveito o balanço
que o tempo sem avanço não me fez mais capaz

tu já me deste tanto
mas eu vou ao que me espera
aguarda-me entretanto
quando eu voltar
vou ser a tua primavera

fica onde estás
dá-me tempo pra trás
aproveito o balanço
que o tempo sem avanço não me fez mais capaz
Track Name: #cais
se não tens nada pra dizer
fica caladinho
é desconfortável
mas eu já tou com soninho
tiveste a noite toda
e não mostraste nada
é melhor que sa foda
e aproveita a madrugada

tou cansada
quero ir pra casa
tou bem farta
é que ninguém me dá uma pausa

eu não pedi mais atenção
já falaste de mais
contas-me os ais e sem razão
és o orgulho dos teus pais

se não tens nada pra fazer
tá mas é quieto
sai daqui pra fora
que eu não te quero por perto
chamaste-me antipática
por não querer sorrir
isto é cara de quem quer ir dormir

tou cansada
quero ir pra casa
tou bem farta
é que ninguém me dá uma pausa

do fundo do coração
tu não tens charme demais
se te estou a dizer que não
não vou descer até ao cais

tou cansada
quero ir pra casa
tou bem farta
é que ninguém me dá uma pausa

eu não pedi mais atenção
já falaste demais
se te estou a dizer que não
não vou descer até ao cais
Track Name: altar
já cheguei a casa e passei pelo jardim
comprei uns preguinhos, pra te ter juntinho a mim
a flor colhi-a e pú-la ao pé de ti
pra ninguém dizer, que este altar é só pra mim

pús-te numa cruz e agora és só meu
pús-te numa cruz fiz de ti o meu museu

e se alguém me chama e me pede pra falar
perguntar por ti, por outras coisas e opinar
vou mentir com tantos dentes quantos arranjar
por te amar eu deixo-te agarrado ao meu altar

pús-te numa cruz e agora és só meu
pús-te numa cruz fiz de ti o meu museu
Track Name: anel
eu já não tenho o teu anel
partiu-se era feito de barro
tentaste colá-lo com mel
e doces pra remendar estragos

toca-me que é bom
beija-me que bom
abraça-me é tão bom
'cabou-se o que era bom

mudaste o som da fantasia
deixaste a cama meio vazia
já não havia mais vontade
de comer doçes nessa tarde

toca-me que é bom
beija-me que bom
abraça-me é tão bom
'cabou-se o que era bom
Track Name: pelos dois
divide um dia pelos dois e vais entender
que o que sobra pra depoisnão chega pra viver
é teu o tempo que me dás
é bom que o aproveites que ele não volta pra trás
vais ver que a vida feita a dois não chega a render
é que no dia de um herói não há tempo a perder
claro que queres que haja tempo para ti
em vinte e quatro doze delas já eu as perdi

quando eu chego tu sais
venho atrasada e tu vais
e a cada hora que passa
é mais uma hora sem graça
dá-me alguma coisa que faça
compensar mais uma hora de desgraça

e quando te tiro algum tempo para prazer meu
vai ter de haver compensação pelo que se perdeu
fica fica mais um pouco
dá fome nessa hora toma-se o pequeno almoço
demora-te mais um bocado fica por aqui
tu chegas sempre atrasado mas só quando é pra mim
contigo o tempo é melhor
eu quero um dia lento para ter o teu amor

quando eu chego tu sais
venho atrasada e tu vais
e a cada hora que passa
é mais uma hora sem graça
dá-me alguma coisa que faça
compensar mais uma hora de desgraça
Track Name: carnaval
andamos a fazer tudo mal
continua o carnaval
e eu não quero nada disto
vamos lá a acabar com a brincadeira
deixar esta gente inteira
e assumir o compromisso

arrancam-se as ervas que são daninhas
plantam-se flores pequeninas
a ver se isto ganha cor
bora fazer um piquenique
que vá de Pina Manique
até Penamacor

finda o dia à hora do descanso
roda a jaja do anhanço
e acende-se o amor
hoje já não se salva ninguém
aguenta que eu também
já tive menos calor
Track Name: vales
vales o que vales
quando chegas
não há grandes males
eu vivo bem às cegas
não te rales
porque é que não te aconchegas
não te cales
fala-me das mesmas merdas

não tens de estar em qualquer situação
quero que sejas amigo de ocasião

faz tu os bons momentos
eu fico com os maus a lidar com os contratempos

não tens de estar em qualquer situação
quero que sejas amigo de ocasião
não te quero ver todos os dias
mas nem sabes o bem que hoje me fazias

faz tu os bons momentos
eu fico com os maus a lidar com os contratempos